Site com dicas de viagens.

Aveiro: um lado português de águas e de cores!

Avalie esta postagem

Chegamos em Aveiro quase 8 da noite. Noite não, pois em finais de maio só escurece perto das 9. Era o começo de nossa viagem 2017 por Portugal (ver roteiro em outro post aqui).

A primeira impressão? Os canais, tão famosos, não eram tão largos como pareciam nas fotos. Fiquei um pouco frustrada… A segunda impressão? De perto, os canais com seus barcos moliceiros são coloridos e têm vida própria. No final da tarde, ou começo de noite, as luzes interferiam neles de forma positiva. Gostei!

Canal Central, o sol se pondo…

Se você não quiser ler toda a historia/relato, pode pular para o Resumo/Dicas (passe direto para o item 4).

Introduzindo: Entendendo Aveiro…

Mas, antes de conversar sobre nossa viagem, vamos entender um pouco de Aveiro. Conhecida como a Veneza de Portugal é banhada pela laguna da Ria de Aveiro¹ e atravessada por canais² onde navegam barcos chamados moliceiros³.

¹ A Ria de Aveiro, ou foz do Vouga, é como se chama o estuário do rio Vouga que se estende pelo interior do território português, paralelamente ao mar. É uma bacia lagunar – uma lagoa costeira de baixa profundidade; laguna – onde as águas do rio Vouga se misturam com as águas do mar (as marés dominam a circulação no interior da lagoa).  Ria é um acidente geográfico comum no litoral do norte de Portugal, na Galícia. Simplificando pode-se dizer que é um braço de mar que adentra na costa, resultante da submersão de um antigo vale de um rio provocado pela ação das marés (já um rio adentra ou desemboca no mar…). Às vezes não fica clara a distinção entre ria e estuário. Para saber mais clique aqui.  

Ria de Aveiro (foto: lnec.pt)

Ria de Aveiro (foto)

²Canais de Aveiro – A Ria se comunica com Aveiro através de 03 -três- canais: 01) o Canal das Pirâmides (marcado à entrada por duas pirâmides de pedra e onde se encontra as salinas) e que se prolonga no Canal Central (com suas suas casas com fachadas “Art Noveau”);02) o Canal de São Roque, no antigo Bairro da Beira-Mar (bairro dos pescadores, com tradicionais casas revestidas de azulejos e com os antigos palheiros que serviam para armazenar o sal, além de diversas pontes que separam o bairro das salinas de Aveiro);03)  e o Canal dos Santos Mártires (ou do Paraíso) que corre para Sudoeste. 

São 04 canais urbanos: 03 deles já referidos (o Canal Central, Canal de São Roque e o Canal das Pirâmides) e o Canal do Cojo que percorre uma das áreas mais modernas (segue o Canal Central). Tem ainda alguns canais pequenos como o Canal de Botirão (que se encontra com o Canal de S. Roque). Ver mapa abaixo. 

Os 04 maiores canais urbanos de Aveiro

³Moliceiro: tipo de barco usado antigamente para carregar moliço (plantas aquáticas que se formavam no leito submerso da laguna e que era utilizado como fertilizante nas terras agrícolas). Hoje, esses barcos são usados como transporte de turistas. O passeio turístico de moliceiro na Ria de Aveiro percorre os 4 canais urbanos da cidade de Aveiro. Canal Central, Canal da Pirâmides, Canal de São Roque e Canal do Cojo.

Moliceiros – O prédio amarelado/bege à direita é o Hotel Aveiro Palace, onde ficamos (foto)

A ria é muito rica em peixes e aves aquáticas. Atualmente existem ali viveiros de enguias, douradas, linguados e robalos entre outras espécies de peixes. O Porto de Aveiro mostra a importância das atividades pesqueiras e comerciais  que têm se desenvolvido muito. 

Devido a grande extensão de água Aveiro é também um bom lugar para se praticar esportes aquáticos.  

Existem salinas mas a maioria está abandonada. A produção de sal ainda se dá usando técnicas antigas, uma das características de Aveiro (para saber mais sobre as salinas, ver aqui). 

Aveiro é uma cidade relativamente pequena, e dá para se conhecer boa parte dela caminhando. Isso facilita também encontrarmos os pontos de interesse, restaurantes e tudo o mais.

Se você tiver pouco tempo faça o passeio de moliceiro que consegue ter uma visão geral de quase tudo, e caminhe um pouco pelas ruazinhas nos arredores do Mercado do Peixe.

1) Voltando à nossa viagem… O Primeiro Dia:

4- RESUMO: Dicas (carro que alugamos, hotel que nos hospedamos, restaurantes que frequentamos e passeios que fizemos)

  • O carro: Alugamos um ótimo 500.X-Fiat (era pra ser um Nissan Juke ou semelhante) direto pelo site da Aguscarhire (fornecedor: Centauro). Carro excelente!
  • Hotel Aveiro Palace – localização nota 10. Hotel, em outros quesitos também muito bom (café da manhã, quarto, etc.). Em frente ao fim do Canal Central e começo do Canal de Cojo. Perto de tudo que é interessante. Recomendo (custo-beneficio ótimo).
  • Restaurantes e Cafés – O Moliceiro; O AlentejanoArmazém da AlfandegaTasca do SalTaberna do Canal; Biscoito. Todos muito bons, cada um com sua peculiaridade! Ah, há sempre nos sites a recomendação para o restaurante do Mercado, mas não podemos opinar pois no dia que tentamos ir estava lotado (de turistas)! 
  • O que fazer 1) Passeio de Moliceiro (que passa pelos 04 principais canais urbanos e já se vê muitos pontos turísticos de interesse); 2) Caminhar a pé pelas ruelas, pela beira dos canais. Ver:  As casas do movimento Art Nouveau que ficam no Canal Central; o parque do Rossio; as salinas de Aveiro; o Canal de São Roque, ladeado pelo antigo bairro dos pescadores (as casas  revestidas de azulejos tradicionais, os antigos palheiros que serviam para armazenar o sal e as diversas pontes que atravessavam a ria do bairro Beira-Mar para as salinas); a catedral; O edifício da Assembleia Municipal de Aveiro (Antiga Capitania) e a antiga fábrica de cerâmica, hoje centro cultural e de congressos de Aveiro, bem como o centro comercial/shopping “Forum” (esses três no Canal do Cojo); O Mercado de PeixesVárias dessas coisas se faz no passeio dos barcos Moliceiros ou pode-se ver caminhando! A escolha é sua! E se puder, faça as duas coisas: caminhe e passeie em um moliceiro!
  • Praias: da Barra e Costa Nova
  • Compras: Pelas ruas de Aveiro tem muitas lojinhas legais, ou no shopping/centro comercial Forum.

Para finalizar o mapa acima: Foto 1: 03 dos canais urbanos (entre o Central e o Cojo ficava nosso hotel). Foto 2: o hotel que ficamos (Aveiro Palace) e os dois canais que ficam em frente. Foto 3: O shopping Forum Aveiro no canal de Cojo. Tudo fica perto!

Ah, não posso finalizar sem falar nos famosos doces “ovos moles” de Aveiro. Talvez esqueci porque não gostei muito (rsrs). Mas, provei. Gosto é coisa de cada um, não é? 😉

Olha lá atrás de nós uma lojinha de doces “ovos moles”!

Receita de “Ovos Moles”

Bye Bye Aveiro! Foi muito bom! Diferente de só ver, curtimos bem a cidade em três dias! Mas, depende do tempo de cada um! Estamos aqui para dar mais dicas para quem quiser! Boa viagem!

Obs. Próximo post: As três cidades que visitamos “de passagem” (Coimbra, Fátima e Tomar) no percurso Aveiro-Marvão.

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...