Site com dicas de viagens.

Avignon, a cidade dos Papas na Provence!

Dentro do nosso 3º bate&volta desde Aix-en-Provence fomos a Avignon (nossa base na Provence era em Aix). Como falei no post anterior, nem era planejado ir lá nesse dia, mas fomos pois estávamos pertinho de lá, em Fontaine de Vaucluse.

Como nosso principal desejo era simples, ver o a praça do Palácio de Papas, nos demos por realizado. Chegamos lá as 17h (tarde né?), mas era “dia”, tudo ainda muito claro. Junho já é assim na Europa (noite só depois das 22h)! 

1) O que fizemos por lá?

Estacionamos  o carro no principal estacionamento e de lá já subimos uma escadaria que nos deixou “dentro” da Praça. Lá mesmo tinha um trenzinho que fazia um city-tour pela cidade, mas ao chegarmos, o último estava saindo (pena!).

Então nos restou dar uma curtida na Praça (lá estão dois monumentos principais de Avignon: o palácio e a catedral) e que era realmente nosso plano.

Ficamos admirando o Palácio dos Papas*, tombado pelo Patrimônio Mundial da UNESCO (o qual admiramos somente por fora, pois -desculpem aí-não tenho mais vontade de conhecer interiores de palácios e castelos depois de ter idos à vários). A beleza do conjunto é muita! A praça em si com o palácio e a catedral. Tudo lindo!

Avignon: Palácio dos Papas

*Por que Palácio dos Papas? Porque abrigou o pontificado por alguns anos,  a partir de 1309 quando o papa Clemente V  decidiu transferir o papado para Avignon (por motivos de insegurança em Roma). O palácio foi ocupado pelos Papas até 1414, mas desde 1376 a o papado foi retomado em Roma por Gregório XI; porém em Avignon Clemente VII continuou como o primeiro dos dois anti-papas  (papas que se opuseram ao retorno à Roma).

Subimos as escadarias da Catedral e entramos um pouco para admirar seu interior e rezar.

Catedral, vizinha ao Palácio dos Papas

Depois andamos um pouco pelos jardins, curtimos a vista (de lá se avista o Forte Saint-André). Bem, e  lá de cima vimos a famosa “Ponte d’Avignon” (lembram da musiquinha? “Lá na ponte da Aliança, todo mundo passa..”/”Sur le pont d’Avignon,on y danse, on y danse”…). Na verdade a Ponte d’Avignon chama-se Pont Saint-Bénézet. Então, descemos e fomos até a Ponte!

Na Ponte de Avignon

Não podemos dizer que conhecemos Avignon, e sim apenas a famosa praça onde fica o Palácio dos Papas e a Catedral. E “de quebra” conhecemos também a Ponte d’Avignon.

Antes de pegar nosso carro, ainda voltamos na praça e tomamos um sorvete! Uma boa pedida com a praça “de fundo” para admiramos!

 

2) Em Avignon, recomendo: 

2.1) Ir na Praça onde estão o Palácio dos Papas e a Catedral. Entrar em cada um ou apenas admirar por fora, é uma opção pessoal. Mas, se possível fiquem um pouco na Praça, sentem num café, e curtam a beleza da mesma.

2.2) Ir na Ponte d’Avignon, a Pont Saint-Bénézet. Podem subir (tem que comprar um ingresso) ou apenas admirá-la de baixo. 

2.3) Se tem pouco tempo, e chegar lá antes das 17h, pegar o trenzinho de tour que faz um circuito pelo centrinho histórico (pega na Praça, em frente à Catedral). Nós não conseguimos chegar à tempo.

2.4) Se tem mais tempo vá, e fique um tempinho, na Place de L’Horloge uma das mais importantes da cidade de Avignon onde encontra-se o Hôtel de Ville (Prefeitura/Câmara Municipal), a Torre do Relógio  e o Teatro-Ópera. Não fomos, pois nosso tempo foi curto (não posso reclamar pois tínhamos outras prioridades). Mas recomendo que vá se puder, por tudo o que li.

Aqui você pode ver o site oficial de turismo de Avignon.

2.5) E finalmente:

Bom, se tiverem realmente pouco tempo em Avignon atenham-se à Praça onde estão o Palácio dos Papas e a Catedral (item 2.1) e à Ponte (item 2.2). 

Sim, e vocês devem estar se perguntado: e por que não fomos à Chateauneuf du Papa, tão pertinho? Pois são somente 13 km de Avignon (uau!). Bom, mesmo passando 22 dias na Provence (aliás, 26 contando os dias na Côte d’Azur), tem muita cidadezinha legal para se conhecer na Provence. Então tivemos que escolher apenas algumas delas. Além do mais queríamos bastante tempo para curtir Aix-en-Provence (nossa base) como se fóssemos moradores (ousadia à parte, mas queríamos e até que conseguimos um pouco -ver o post de Aix aqui-).

Então para aproveitar melhor cada vila, cada cidade, e até a beleza das estradinhas provençais, tivemos que deixar de conhecer algumas, mesmo famosas… Foi isso.

Ah, mas tem o lance do vinho famoso em Chateauneuf du Papa, né? Sim, mas garanto que tomamos muito vinho na Provence (risos), inclusive alguns de Chateauneuf du Papa (claro, né?). E além do mais, no nosso caso, não planejamos visitar vinícolas nessa viagem (fui a vinícolas em outras viagens, e no fim são parecidas, a não ser para quem realmente curte cada detalhe da produção de vinhos). Mas, esse é nosso caso específico e pessoal. Se você puder e quiser, vá a Chateauneuf du Papa! Dizem que é também lindinha, além das vinícolas para você se deliciar…

Indico o site beyond.fr que é legal para você ler mais sobre Chateauneuf.

No próximo post da Provence: Le Baux!

 



Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...