Site com dicas de viagens.

França by bike (pedalando na Alsácia): De Strasbourg à Obernai

Avalie esta postagem

P1020542E chegamos ao quarto dia de pedalada nessa viagem que começou no sudoeste da Alemanha e enveredou pela Alsácia, na França.

Depois de uma tarde e uma noite muito bem aproveitadas na bela cidade de Strasbourg, a primeira cidade francesa de nossa “trip”, lá fomos nós nos divertir, outra vez, nas estradas e ciclovias com nossas bikes.

O dia anterior, conto aqui.

Saímos de Strasbourg por uma área com muito verde. Dia bonito, céu azul, sol no seu maior brilho! Obernai era nosso destino!

Logo nessa saída, Santiago foi tirar o Iphone do bolso pra fotografar e…  “ploft”, o celular caiu e quebrou o vidro todinho. Ui! Bom, menos mal que funcionava ainda, mas enquanto ele não comprou outro não sossegou. O pior era que nessas cidades, na maioria pequenas, nada de loja da Apple. Então, o novo Iphone dele só foi comprado quase no final da viagem. Depois conto (risos)!

Vamos?

Vamos?

1) O 4º dia de Bike (o 1º pela Alsácia, França)

Voltando ao tema do nosso primeiro dia pedalando na Alsácia, pela rota do vinho, quero primeiro dizer que foi muito bom! Passamos por mais vinhedos, ainda mais do que na Alemanha. Muitas vinícolas ou locais de degustação de vinhos, muitos mesmo!

Teríamos que pedalar uns 60 km nesse dia, mas como sempre acho que ultrapassou esse número!

Pedalamos bastante tempo pelo Canal de la Bruche o que nos lembrou da nossa pedalada pelo Canal du Midi há anos atrás. Muito legal!

P1020519

Pedalando pelo Canal de la Bruche

P1020539

Ainda no Canal de la Bruche

P1020522

E vamos pra onde? Uma paradinha e uma alongadazinha…

Pra não perder o costume de “se perder”, ficamos rodando em círculos, indo e voltando em uma parte por peto de Soultz-les-Bains. O “roteiro” mandava a gente ir até Irmstett e depois pegar a rodovia D225. Fomos até Irmstett e lá chegando gerou outra dúvida. O fato é que teríamos que ir por Mutzig mas algumas pessoas nos indicaram outro caminho.

No final das contas desobedecemos nosso “roteiro” e seguimos os conselhos das pessoas que nos apontavam um caminho mais perto. E fomos. Lá na frente nos deparamos com uma colina enorme e tivemos que subir. Aí descobrimos porque nossos mapas nos indicavam para seguir por outra direção. Xinguei bastante mas fui em frente! Ufa!

P1020555

E teve uma hora que empurrei a bike, de tão chateada que fiquei por ter que subir esse “morro” (risos). Olha a minha cara de “braba”!

P1020563

Ôps!

P1020564

Um beijinho”de bico” pra fazer as pazes (foi dele a ideia de mudar o roteiro, rsrsrss).

P1020565

Pelo menos o visual era lindo!

P1020567

E ainda tinha muitas uvas!!!

Mas não pensem que essa de “se perder” quase todo dia (ôps) era tão transtornante assim não! Tinha o lado bom! As paisagens sempre eram lindas, e apesar de mais esforço físico a gente sempre ganhava algo, ou vendo mais beleza natural ou conhecendo outras vilas que não estavam nos planos!

Bom, mas ia esquecendo de dizer que em Irmsttet encontramos um restaurante legal, e resolvemos “almoçar de verdade”. Ao contrário dos dias anteriores quando apenas fazíamos um lanche e deixávamos para jantar ao chegar na cidade-destino do dia!

No tal restaurante encontramos um casal simpaticíssimo que nos ajudou dando dicas dos pratos “do dia”. O restaurante (Musculos) que é também hotel, era muito bom, grande e lotado de pessoas locais! Valeu a pena!

P1020546

O Restaurante. Entrada por trás, a frente era mais legal!

Com o casal francês no restaurante

Com o casal francês no restaurante

A fachada do restaurante (entrada do hotel). Foto do site oficial.

A fachada do restaurante (entrada do hotel). Foto do site oficial.

Bom, após nosso almoço e nossa subida “forçada” pela colina de vinhedos, chegamos em uma cidade lindinha (Rosheim) e tivemos que perguntar aos simpáticos moradores que “rumo” seguir. Rosheim é um charme e valeria a pena ter passado mais tempo por lá! Bom, ainda tivemos que encarar algumas pequenas subidas mas…

P1020580

Rosheim

Como sempre depois de uma subida vem uma descida, “quase” facilmente alcançamos Obernai “ladeira abaixo”.

Apesar de nosso hotel (La Diligence) estar na praça principal (Place de la Mairie) e ter uma fachada charmosa, ficamos numa outra casa do próprio hotel numa rua por trás. Também era legal! Nossas bikes ficaram numa garagem embaixo. Tudo moderno por dentro, com código/senha e tudo mais para entrar, mantendo a fachada antiga!

P1020589

Obernai. A fachada de nosso hotel (a laranja) na praça principal de Obernai.

P1020598

E o prédio, também do mesmo hotel, em que ficamos.

P1020605

Garagem das Bikes

2) Em Obernai

Depois de alojados e de um bom banho saímos para conhecer Obernai. A cidade é muito charmosa e vale cada minuto que você passar nela. No pequeno centro histórico tudo é lindo e não se pode deixar de passar pela praça onde está a Catedral e pela praça de La Mairie. Andar pelas ruazinhas estreitas também faz parte!

P1020603

A Place de la Mairie

Por essa região é muito comum encontrar ciclistas em grupo. A rota do vinho é feita também de bicicleta!

P1020602

Encontramos esse pessoal, na porta do hotel, participando de um  tour de bike…

Depois de uma caminhada-tour pela cidade, paramos num café e tomamos um vinho. Em seguida fomos jantar num restaurante indicado pelo hotel. Comida autêntica alsaciana e frequentado por locais.

IMG_8973

E sentamos aí para tomar o primeiro vinho em Obernai

IMG_8977

E no jantar, minha cara de espanto pelo susto que tomei quando chegoaram as costelas de porco que pedi? Olha o tamanho!Pra três? rsrssss

Bom, depois de curtir Obernai o máximo que pudemos no curto tempo que tínhamos, fomos dormir. Dia seguinte, partimos para Saint-Hippolyte, quinto dia de pedalada… Conto aqui!

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Comentário para França by bike (pedalando na Alsácia): De Strasbourg à Obernai

  • Adorei ler sobre a viagem de vocês. Sou de Florianópolis SC e estou planejando uma pedalada na França. Gostaria de mais informações. Abço, Valéria.

    valeria ledoux 24 de novembro de 2014 18:29 Responder
    • oi Valeria essa viagem de bike foi mto legal, a Alsácia é linda; fizemos antes outra pedalada pelo Canal du Midi tb na França (6 dias) que vc tb pode ler aqui no blog. Qualquer informação a mais posso dar em detalhes pra vc, me envie email para anaceliacavalcanti@yahoo.com.br

      Ana Célia 26 de novembro de 2014 11:58 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
%d blogueiros gostam disto: