Site com dicas de viagens.

Marseille: Bate&Volta desde Aix-en-Provence

Avalie esta postagem

Instalados em Aix, dois dias depois fomos conhecer Marseille. Fomos de ônibus (é mais fácil conhecer os arredores de Aix by bus do que de trem). O melhor seria by carro alugado mas…

Mas, meu maridote (que é quem dirige nas estradas) ainda estava se recuperando de uma queda de bike (dias antes de nossa viagem, ainda no Brasil). Então lá fomos nós…

A estação de ônibus ficava perto de nosso ap. (pertinho também da estação de trens regionais, na Avenue de l’Europe, a 2 minutinhos a pé do Cours Mirabeau). Mas como já disse, “viajar” de ônibus desde Aix é mais fácil, pois para as cidades e vilas da Provence sempre tem algum bus em “quase” toda e qualquer hora. Você compra o ticket dentro do ônibus (era barato, tipo entre uns 3 a 6 euros, dependendo do destino). Até Marseille, trinta minutinhos…

Chegando na estação de ônibus de Marseille pegamos o metrô facilmente, o qual já “desembocava” no Velho Porto (Vieux Port) de Marseille.

No Porto de Marseille

O que Fizemos por lá:

Bom, ao descermos do metrô, e ao “subir” pela escada rolante do mesmo, já tivemos a grata surpresa de ver e nos deslumbrar com o espelho gigante* acima de nossas cabeças…

O Espelho (foto)

*É uma espécie de espelho gigante voltado para baixo, ou seja, é um pavilhão de aço inoxidável extremamente polido, com pouco mais de mil m² de área, suportado por oito pilares. Projeto do arquiteto britânico Norman Foster desenvolvido com Michel Desvigne.

Demos um rolé pelo Porto (Vieux Port), praticamente arrodeando-o. Paramos para ver uma banda legal…

Aí curtimos uma música (embaixo da roda gigante no porto de Marseille)

Depois pegamos o trenzinho para ir até a Basílica (há dois ou três circuitos dos trenzinhos de tour diferentes; optamos pelo que subia até a Basílica de Notre Dame de la Garde – “Circuit 1 : Notre Dame de la Garde“).

Lá em cima, uma paisagem espetacular, mas também uma ventania de louco! Visitamos a Basílica e voltamos ao centro/porto. Procuramos um lugar para almoçar e sentamos em um dos restôs que nos pareceu mais aprazível, com vistas ao porto.

Vista “lá de cima” onde está a Basílica

A Basílica

Interior da Basílica

Almocinho básico no porto, com um vinhozinho, claro!

O que achei de Marseille? Para nossa proposta que era apenas uma rápida visita (de um dia) foi interessante. Mas, embora tenha achado o porto e seus restôs legais, achei-os também um tantinho decadentes. Com cara de que já foi bacana, mas agora nem tanto.

Vale a pena a visita? Vale sim. É um lugar bonito. Com certeza, com mais tempo dá para fazer muito mais coisas como um passeio de barco, por exemplo. Tem vários tipos de barcos e de passeios (veja aqui).

No mais, é curtir “os ares” da cidade! Valeu Marseille, até a próxima!

Nós em Marseille

Obs. Próximos posts com todos os “bate&voltas” que fizemos desde Aix, conhecendo as estradinhas e pequenas cidades da Provence! Arles, o próximo!

 

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...