Site com dicas de viagens.

Os Cafés em Saint-Germain-des-Prés, Paris!

Avalie esta postagem

paris-bar-de-la-croix-rouge3-700x525Ainda da leitura de Eros Grau (“Paris, Quartier Sain-Germain-des-Prés”), e fazendo parte dos meus planos para a minha próxima viagem a Paris, vou já dando as dicas a vocês também!

1) Café da manhã:

Tomar em casa ou no quarto do hotel, fazendo as compritas no Monoprix, ou:

– No Café de Flore

– No bar Croix Rouge, no Carrefour de la Croix Rouge, 2.

2) Cafés para curtir o Café, o local, as pessoas, os passantes, as comidinhas:

Café de Flore, o famoso café que todos já ouviram falar ou já deram uma passadinha por lá, e que segundo Francis, lembrando Sartre (está lá no livro de Eros), é uma peça de teatro que se repete todos os dias. A cada dia, outra peça é encenada! Vale muito a pena!

FLORE

O FLORE (fonte)

La Palette, na rua de Seine no cruzamento com a rua Jacques-Callot. Desde a época de la Bohème parisiense.  Foi frequentado por Cézanne, Picasso e Braque, e mais tarde por Hemingway.  Hoje em dia, por Harrison Ford e Julia Roberts, entre outras estrelas do cinema.

lapalette

Rhuemerie, desde 1932, fica no Boulevard St. Germain. É um café exótico, onde o rum tem um papel primordial (runs de Martinica, Guadalupe, Cuba, etc.).

Café de la Marie, fica na Place de St Suplice em frente a igreja. Um ponto de encontro para escritores e estudantes.

La Rose – Perto do Hotel La Lousiane, o La Rose fica na Place Dauphine. É também uma delicatessen, que vale a pena pra quem estiver próximo e quiser comprar para “levar”: foie gras, presunto, salmão, vinho, etc. “A Ile de la Cité é realmente um lugar com uma atmosfera incomparável em Paris. Depois de visitar a Pont Neuf e seus cadeados do amor, quando você já estiver na ilha siga para a place Dauphine que deverá estar bem a sua frente. Na praça você encontrará o La Rose de France, um bistrô com um chef recém premiado…” (fonte TripAdivisor)

La Villa, que também é um club de jazz, fica na rua Jacob. Dizem que lá tem o melhor jazz de Paris. La Villa fica na Rue Jacob, 29, no Hotel La Villa.

Le Dragon (o melhor era o antigo, mudou, embora conserve o mesmo nome), fica na Rue du Dragon, 22.

Au Sauvignon, na Rue des Saints-Pères, 80 (também chamada Rue de Sèvres).

Signature, dentro do Hôtel Pont-Royal , é um “bar literário” (apesar de bar, funciona como café também).

Deux Magots (embora não esteja entre os preferidos de Eros, com certeza é um dos cafés mais famosos, tanto como o Flore, pode-se dizer que são “concorrentes” e ficam a poucos passos de distância um do outro). Os dois têm mais de cem anos, e eram frequentados por artistas, pintores, escritores e pensadores famosos, entre ele Picasso, Simone de Beauvoir, Jean-Paul Sartre e Hemingway. Leiam mais aqui.

DEUX MAGOTS

O DEUX MAGOTS (fonte)

E pra completar as dicas, uma dica imperdível dada pelo meu amigo Joenilson: O Café Laurent, que fica no charmoso Hotel d’Aubusson. “Inaugurado em 1690 por François LAURENT, o Café Laurent fora um ponto alto da vida literária e artística, onde filósofos e escritores da Enciclopédia adoravam se encontrar e prosear, saboreando a nova bebida da época: a ‘Água de Café’.” Fica na Rue Dauphine, 33.

O Café Laurent no Hotel d'Aubusson (fonte)

O Café Laurent no Hotel d’Aubusson (fonte)

Agora é curtir esse Quartier e Paris!

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
%d blogueiros gostam disto: