Site com dicas de viagens.

San Francisco: De novo por lá!

Avalie esta postagem

12140623_910019175748173_7485609949183176129_nTerceira vez em San Francisco! Dessa vez fui “ser vovó” de meu neto mais novinho que nasceu na Califórnia. Entre um pedaço de outubro e outro de novembro deste ano de 2015, passei mais de um mês por lá…

Com os afazeres de uma avó, a viagem ficou bem diferente. E foi um diferente legal, porque por exemplo, fomos muito mais à parques e locais aonde o bebê poderia ir. Então… Vamos contar!

1) Crissy Field

Crissy Field é uma espécie de parque, uma área super legal que começa praticamente no “clube de yates” (no distrito/bairro de Marina) e vai até pertinho da famosa Ponte Golden Gate.

Crissy Field foi totalmente restaurado e é um lugar muito bacana para passear a pé ou de bicicleta apreciando lindas vistas da baía e da ponte Golden Gate, além de uma grande área verde. Você encontrará praias e até mesas de piquenique.

Logo na primeira semana em que chequei, fomos passear por aí! O dia estava fantástico! Sol, clima bom… Muita gente caminhando, pedalando, com bebês, enfim curtindo San Francisco Essa área é realmente ótima para passeios!

11082580_1087061694637667_1136935180105151775_n

Um passeio com meu netinho! Aí estamos na praia, mas o passeio mesmo acontece por boas trilhas de barro ou partes asfaltadas. De vez em quando, se você quiser desce até a praia.

12189981_907236536026437_1044439596232386377_n

E você vai passeando e vendo essa vista!

2) Halloween

Quando fui dessa terceira vez, San Francisco estava em clima de Halloween! Mil lugares transadinhos vendendo abóboras! Casas decoradas com caveiras e coisas “malassombradas”! Ui!

12109211_901822116567879_7439399272202021410_n

As decorações das casas (Ôps)

12141616_901822079901216_5874461247068497575_n

Dia de comprar abóboras! Fomos todos (eu, meu filhote, minha norinha e meu netinho-baby)

No dia do Halloween foi ótimo. Como meu filhote está morando agora em uma casa, apareceram muitas crianças fantasiadas, pedindo chocolates e outras gostosuras. Até nós nos fantasiamos (ôps) e fizemos um jantar para uns amigos, incluindo uma comidinha brasileira-nordestina (um camarão na moranga) que combinou com o dia!

2D0DE48E-8CCB-424F-AE8F-01173D73FC03

A tradicional decoração também fez parte do nosso jantar, afinal minha nora adora decorar tudo!

21EE6C41-7AA8-4F96-9322-1C1E9C8D73BB

O “Camarão na Moranga” que ficou delicioso (feito pelo filhote)

3) Alguns Parques

San Francisco tem muitos parques (na cidade e nos arredores).

O maior parque na área urbana da cidade é o Golden Gate Park. Já o Muir Woods fica à alguns quilômetros de lá e tem também Filoli nos arredores de SF, uma casa de campo linda com jardins incríveis (uma amiga foi, mas não deu tempo para irmos a esse último). Vou falar aqui sobre alguns que visitei.

3.1) Glen Canyon Park

Além de passear com o neto, em alguns outros dias aproveitei e fui fazer trilha no Glen Canyon Park que é um parque natural urbano aqui em San Francisco, Califórnia. Fica pertinho da casa do meu filhote (no bairro Glen Park).

Tem aproximadamente 30 hectares, e tem um canyon adjacente. Tem muitas pedras, tanto pedras/rochas grandes (elevações) como pequenas. As elevações do bosque fazem parte das trilhas mais difíceis (nem tanto, experiência própria, hehehe).

Existem trilhas de dificuldade baixa, media e alta. Nas mais difíceis é possível encontrar coiotes, já que é um habitat natural para eles (ainda bem que não encontrei nenhum quando estava nas trilhas, mas avistei três ao longe em um dos dias – ufa! -).

Lá encontramos uma rica vegetação, especialmente eucaliptos, incluindo várias árvores altas e antigas. Muitos animais habitam o parque como pássaros, borboletas, répteis e anfíbios, além dos coiotes. Tem um canal pequeno mas bastante importante que foi incorporado ao parque (Islais Creek).

Além das trilhas tem quadras para diversos jogos, como tênis e outros, e locais para recreação de crianças. O terreno tem mais de 100 milhões de anos (ou seja, é do período cretáceo e jurássico  -ôps-)!

12112433_903208923095865_1425641643108113323_n

Glen Canyon Park

2.2) Muir Woods

Muir Woods é um parque nacional que fica na costa da Califórnia, uma floresta virgem cheia de árvores do tipo “Giant Redwoods” (“Redwoodlike trees”), uma espécie de sequoias, que fica pertinho de San Francisco (em média 20 km que se pode fazer em 40 minutos). Lá estão as mais antigas e altas “sequoias” do mundo.

Como tem muitas árvores altas sempre faz um pouco de frio, já que o parque está sempre na sombra.

Para você chegar lá, vindo de S. Francisco, passa pela bela ponte Golden Gate e por perto da charmosinha cidadezinha de Sausalito (que vale muito, muito mesmo uma visita de um dia ou pelo menos uma parada para almoço ou um passeio rápido se você não tiver muito tempo).

Se gosta de natureza vá a Muir Woods! Foi ótimo passear por lá com o baby!

12049272_1090708320939671_6443307882902892465_n

Na entrada do Muir Woods (com filhote e netinho)

12063868_1091504987526671_4823629040600185566_n

Sendo fotografada pelo filhote!

12190899_907236559359768_5112459702280809599_n

A “sequoias” gigantes (Redwoodlike trees)

2.3) Golden Gate Park

O maior parque na área urbana da cidade é o Golden Gate Park. Lugar excelente para passear. Lá você encontra museus, jardim de chá japonês e muitas outras atrações. Fomos lá um dia, mas seguramente você precisa de vários dias para conhecê-lo na sua totalidade!

No Golden Gate Park, em frente ao museu De Yooun

No Golden Gate Park, em frente ao museu De Young

O Museu De Young:

12191928_910223575727733_3834579587292818480_n

Aproveitamos que estávamos no parque e fomos visitar o museu. Com o netinho, a coisa foi meio corrida mas foi legal!

Uma das melhores coleções de arte de San Francisco se encontra no Museu de Young, situado no Golden Gate Park (que por si só já é um excelente parque e que você pode curtir em vários dias). O museu tem exibições permanentes de pinturas, esculturas e artefatos das Américas, África e Oceania e sempre tem outras exposições especiais.

As exposições permanente de pinturas, esculturas e objetos decorativos Americanos são do século XVII até o séc. XXI, além das obras em cerâmica e de gravação em madeira e outros objetos decorativos da América do Sul, África e Nova Zelândia.

Entre as pinturas, existem algumas (pouquíssimas) de Salvador Dali, Picasso e Diego Rivera por exemplo. Mas, grande parte do acervo de pinturas são de pintores imigrantes ou americanos q retratam a história desde o início da América especialmente SF e arredores.

Vimos muita arte decorativa do México e Peru. Especialmente da era Inca. E máscaras africanas “de dar medo”, entre outros objetos.

Fomos ainda na Torre de observação Hamon que fica no 9º andar e é legal para admirar algumas vistas das belezas de San Francisco, Marin Headlands e inclusive da Golden Gate Bridge! Muito interessante o museu.

3) Marin Headlands

Marin Headlands é um lugar lindo com muitos mirantes! Como ir? Cruze a Ponte Golden Gate e siga a rota da costa (Coast Route) Você vai subindo margeando a Costa e vendo belas falésias com vistas deslumbrantes de San Francisco, incluindo a própria Ponte e o Oceano Pacífico.

Se for de bike, já saiba que a subida inicial é um desafio mas um ótimo treinamento (risos), e a descida é super íngreme com curvas fechadas, mas tudo muito lindo. Vai de carro? Você verá perfeitas paisagens de muita beleza! E ainda tem trilhas que você pode fazer a pé, e em algumas delas você chegará até a beira do mar. Fomos de carro, claro (o meu neto foi junto, então, não deu pra fazer aventuras…).

Pena que no dia em que fomos estava nublado e com muito “fog” (enfim, é para voltar!).

Juro que à esquerda é o mar (risos)

Juro que à esquerda é o mar (risos)

Foto de domínio públoco da Weekipedia. Essa é realmente a vista que se vê!

Foto de domínio público da Wikipedia. Essa é realmente a vista que se vê num dia de sol!

Depois vá almoçar em Sausalito ou em Tiburon. A escolha é sua! Já fui nas duas e as duas são cidadezinhas super charmosinhas. A primeira é mais conhecida, um pouco maior, um pouco mais perto de SF e com mais turistas. Se você quer mais tranquilidade a 2a é a melhor opção. Mas qualquer que seja sua escolha você não vai se arrepender!

4) Tiburon

Dessa vez fomos também numa cidadezinha lindinha chamada Tiburon do outro lado de Sausalito (outra que adoro). Depois de vários dias de sol, no dia em que fomos estava nublado e teve muito fog (pena, mas a cidade tem seu charme de todo jeito).

Não pude fotografar a rua principal (charmosinha) pois já estava escuro quando saímos do restô (aliás, almoçamos num restaurante italiano – o Luna Blu – com ótima vista para o mar).

Tiburon fica ao norte de San Francisco, em Marin County. Você pode chegar lá por ferry boat desde San Francisco, ou de carro pela “Highway” 101 e “Highway” 131 (Tiburon Boulevard). Vale muito a pena!!!

12208735_908794299203994_1655340476544733496_n

Em Tiburon, vista do restô.

5) City Hall 

Também fui visitar a Prefeitura de San Francisco (San Francisco City Hall). Aproveitei e dei uma caminhada pela praça em que ela fica (Centro Cívico), pois lá se encontram outros belos prédios como o Museu de Arte Asiático, a Suprema Corte da Califórnia, a Biblioteca Pública e o Auditório Cívico. Bem perto está o prédio da Ópera e outros prédios relacionados à música.

O prédio da prefeitura, ou o City Hall, foi inaugurado em 1915, fazendo parte do projeto arquitetônico “City Beautiful Movement”. Sua bela cúpula é a quinta maior do mundo, maior do que a do Capitólio dos Estados Unidos.
Esse prédio atual foi projetado por Arthur Brown Jr., da Bakewell & Brown (o anterior foi completamente destruído pelo Terremoto de 1906). Brown também projetou outros prédios importantes da cidade, como o da Ópera de San Francisco e a Coit Tower.

Vale salientar que essa visita foi feita aproveitando que fomos buscar a certidão de nascimento do netinho (afinal, nessa viagem, tudo girou em torno dele, né?)!

11230901_1089725957704574_1537215233047382929_n

Fachada da prefeitura (City Hall)

12049553_1089725524371284_1080700089883839303_n

A beleza do interior do prédio.

Mais uma da fachada.

Mais uma da bela fachada. E vimos vários casamentos por lá!

6) Google

E em um dos dias, claro, fui almoçar na Google com o filhote (que trabalha lá). O escritório de SF fica quase em frente a ponte Bay Bridge. O privilégio da vista como pano de fundo não tem preço. E depois fomos dar um passeio pelo calçadão (em Embarcadero) com direito a uma entrada no mercado (Ferry Market) que amo!

11056594_908902439193180_5419494300490795993_n

Passeando no calçadão. Embarcadero. (Ao fundo a Bay Bridge). Quase em frente ao escritório da Google.

12193491_908901335859957_552186157811951220_n

12196129_908902445859846_4998670831862212837_n

Em Embarcadero, o Arco do Cupido (também conhecido como o “Grande Arco e Flecha”), uma escultura ao ar livre de Claes Oldenburg e Coosje van Bruggen.

Abobora gigante em frente ao prédio do mercado (Ferry Building Market)

Abóbora gigante em frente ao prédio do mercado (Ferry Building Marketplace)

Parte da fachada do Ferry Building Marketplace

Parte da fachada do Ferry Building Marketplace. Esse é um lugar que adoro: o mercado, a feirinha, o prédio, os restôs, tudo!

7) Bike em San Francisco (cruzando a Golden Gate Bridge).

Eu precisava cruzar a ponte Golden Gate de bike! Desde a primeira vez que fui à SF que pensava nisso. Enfim, dessa vez deu certo. Meu filhote foi comigo e lá fomos nós!

Realmente um bom programa em San Francisco é alugar uma bike e sair pedalando. Você pode pedalar um pouco por North Beach, Embarcadero, Crissy Field e depois cruzar a ponte Golden Gate e no final curtir a vista do outro lado, no mirante Vista Point. Foi assim que fizemos!

Se tiver fôlego pode ainda ir até Sausalito, uma charmosa cidadezinha. Se não quiser pedalar de volta, pode retornar na balsa. Mas, sinceramente você pode voltar by bike. Todo o tempo que você vai pedalando passa por lindas paisagens.

Nós alugamos as bikes em North Beach (um bairro de SF) e tivemos que pedalar um pouco pelo centro, incluindo algumas ladeiras (risos). Se preferir pedalar menos, alugue a bike já mais perto da ponte: ou em Embarcadero ou na Marina perto do Yate Club.

12193866_910019085748182_2826921675846156084_n

Passando pelo Yate Club

12195753_910019109081513_6510754287297371578_n

Cruzando a Ponte

12196235_910019095748181_2776969746839605931_n

Passando por Crissy Field

12208537_910454342371323_7040857779332790731_n

Do outro lado da Ponte, no mirante “Vista Point”!

8) Union Square e arredores

No centro de San Francisco, entre clima natalino, corações e os tradicionais bondinhos (cable cars), vamos que vamos, e ainda curtindo os belos prédios! Tive que voltar por lá, claro!

12243438_911784922238265_3991068073120092717_n

A árvore de Natal na Union Sq.

Um dos famosos corações da Union Sq.

Um dos famosos corações da Union Sq.

Um dos famosos bondinhos. No ponto de parada da Power St.

Um dos famosos bondinhos (cable car). No ponto de parada da Powell St. com a Market St. (centro). Olha a fila!

9) Universidade de Stanforfd

Ah, não posso esquecer disso! Visitei a Universidade de Stanford duas vezes. O Campus, uma verdadeira cidade, fica a uns 50 km de SF. O motivo não era uma simples visita, mas uma ida para meu filhote fazer exames e consultas com médicos de lá. Fiquei um tanta emocionada em passar por lá, pois essa importante Universidade fez parte dos estudos de casos de minha tese de doutorado (há muitos anos…).

Em frente ao hospital da Stanford University

Em frente ao prédio do hospital da Stanford University

10) Restaurantes

Dessa vez fomos a restaurantes diferentes. A maioria dos que fomos dessa última vez estavam no bairro Mission* e foram restaurantes peruanos e italianos. Adorei os peruanos, com especial destaque para o Limon Rotisserie!

*Mission é um bairro originalmente de latinos que começou a se sobressair na área de restaurantes há uns cinco anos, e a “bombar” mesmo de uns dois anos pra cá. A diversidade do Mission District e suas ruas com características múltiplas são cheias de surpresas, com uma mistura de culturas e culinárias especialmente latinas. Alguns podem considerar um bairro “brega” (é o que eu mesma achei -ôps-), embora já tenha lojinhas legais de arte e coisas similares e restôs ótimos (“prateleiras e gôndolas meio empoeiradas enchem de cor as calçadas na frente dos inúmeros mercadinhos, enquanto cafés elegantes dominam as ruas principais do bairro com aquele cheiro delicioso” – fonte).  Tem restaurantes chiques, “normais”, e bares simples ou até tipo “pé-sujo”. Mas vale provar de tudo, se você não tem “frescura” (risos).

Mas, além dos restôs do Mission, foi também um legal um bistrô francês pertinho da casa de meu filhote, em Glen Park. O Le P’tit Laurent.

12195984_1097344350276068_4443717219276819460_n

Mais dicas de San Francisco (de outras viagens que fiz) você pode encontrar aqui mesmo no blog!

Até a próxima! 😉

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Comentário para San Francisco: De novo por lá!

  • Vamos comer essa aboboraaaaa 🙂

    Marcel Campolino 2 de setembro de 2016 6:30 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
%d blogueiros gostam disto: