Site com dicas de viagens.

UM GIRO DE TREM PELA SUÍÇA – 8: LUGANO (por Zenaide Alves)

Avalie esta postagem

tessin1) Um Destino: SUÍÇA (de trem)

Zurique, Lucerna, Berna, Interlaken, Genebra, Zermatt,  St. Moritz e  Lugano.

2) A história da Viagem

Nesse “giro de trem pela Suíça”, a última cidade que visitamos foi Lugano.  

Obs.1- Sobre as cidades anteriores do roteiro você pode ver clicando em ZuriqueLucernaBernaInterlakenGenebraZermatt e St. MoritzObs.2-A foto acima é do site laederach.com

A estação rodoviária de Lugano fica num prolongamento da estação ferroviária, de onde parte um funicular cuja estação na parte baixa da cidade era praticamente na porta do nosso hotel, no centro histórico da cidade.

3) que é imperdível em Lugano

Lugano, a maior cidade do Ticino (cantão de língua italiana) é linda e diferente de tudo que vimos no restante do país, a começar pela arquitetura. No coração do centro histórico está a Piazza della Riforma circundada por belos prédios, como o Palazzo Civico (prefeitura) e cheia de restaurantes e cafés ao ar livre.

Piazza della Riforma

Piazza della Riforma

Com uma pequena caminhada chega-se ao Lago Lugano e a avenida que margeia o lago nos leva a outras surpresas: caminhando numa direção chega-se a um belo parque com muitas flores, estátuas e a Villa Ciani, que é um prédio do século XVII e que abriga o Museo Civico di Belle Arti; na outra direção encontra-se a igreja Santa Maria degli Angioli, do século XVI e com o interior todo decorado com afrescos renascentistas.

Lago Lugano

Lago Lugano

Um passeio pelo lago Lugano é muio interessante, pois a comparação com os outros lagos suíços é imediata: os vilarejos às margens do lago nos faz pensar que estamos na Itália! Contudo, a paisagem é igualmente bela!

Vilarejo às margens do Lago Lugano

Vilarejo às margens do Lago Lugano

E nos arredores…

Deixamos um dia para irmos a Bellinzona, capital do cantão e famosa pelo seus três belos castelos medievais, o Castelgrande, o Castello di Montebello e o Castello di Sasso Corbaro. A viagem de trem até lá é de cerca de 20 minutos. Fomos ao Castelgrande, o mais antigo dos três, que começou como uma fortaleza romana no século XII e foi reconstruído e ampliado diversas vezes. De lá pode-se ver, ao longe, os outros dois castelos.

Castelgrande

Castelgrande

Descemos as escadarias do castelo e nos deparamos com a Cidade Antiga de Bellinzona: praças, ruazinhas estreitas, belos edifícios e entre eles o Palazzo Civico (a prefeitura) com lindas arcadas renascentistas.

Arcadas do Palazzo Civico

Arcadas do Palazzo Civico

Foto 32

Orgulho de Ser Suíço-Italiano

Digna de uma visita também é a Chiesa Collegiata dei SS Pietro e Stefano, que fica na base das muralhas do Castelgrande. Muito bonita!

Como ainda estava cedo, resolvemos ir até à cidade de Locarno à margem do lago Maggiore. Em Locarno nos limitamos a andar em torno do lago e apreciar uma exposição de carros que estava havendo por lá. Quem for com mais tempo, porém, tem muito o que ver e fazer nessa bela cidade.

Lago Maggiore visto de Locarno

Lago Maggiore visto de Locarno

De Locarno pegamos o trem para Bellinzona e de lá para Lugano. Em mais ou menos uma hora estávamos de volta ao hotel.

Em Lugano encerramos nosso tour pela Suíça. De lá fomos para Milão (1 hora de trem) e após 4 dias voltamos a Natal; cansados, é verdade, mas extasiados com tanta beleza, organização e com tantos conhecimentos adquiridos!

4) Sobre a entrevistada: 

Zenaide Alves de Araújo, natalense, casada, três filhos e um neto. Engenheira Civil, com mestrado e doutorado em Engenharia Mecânica e hoje professora aposentada do Departamento de Engenharia Mecânica da UFRN. Adora viajar, fotografar e colecionar canecas dos lugares por onde passa.

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
%d blogueiros gostam disto: