Site com dicas de viagens.

Um pedacinho de La Rioja: De Logroño a Burgos

Avalie esta postagem

IMG_5358 (1)Da segunda vez que fizemos o Caminho de Santiago (não completo e sim os primeiros “quase” 200km -veja aqui), fazia parte dos nossos planos alugar um carro, fazer outro trecho by car, subir para a Cantábria e voltar pelo Caminho refazendo o trecho que fizemos em 2009. Foi o que fizemos.

Foram sete dias de caminhada pelas regiões de Navarra e La Rioja. Enfim, chegamos a Logroño, já em La Rioja, a nossa meta da caminhada.

Logroño

Chegamos cruzando uma bela ponte. Paisagem legal!

P1010953

Não deu pra curtir a cidade. Chegamos muito cansados e fomos dormir. O que vimos de Logroño foi durante o percurso da entrada da cidade até nosso hotel, no centro. Passamos pela igreja principal e parecia que iria haver festa à noite, nos arredores.

Tudo pronto para a festa a noite...

Tudo pronto para a festa à noite…

IMG_5303

A Igreja…

Passamos por uma praça com estátuas de peregrinos e tiramos fotos. Paramos num café-bar, lanchamos, tomamos uma cerveja gelada e fomos pro hotel.

Imitando a pose dos peregrinos da estátua

Imitando a pose dos peregrinos da estátua

No dia seguinte ainda fizemos uma boa caminhada até a estação de trem, onde nosso carro, que havíamos reservado, nos esperava. Aproveitamos essa outra caminhada pra ir curtindo um pouco a cidade…

IMG_5339

A parte moderna da cidade

Percebemos que a cidade é grande, organizada e bonita. Com um bom comércio e amplas avenidas. Quem sabe outra vez passo mais dias por lá?

As cidades que passamos e paramos…

Com o carro alugado, fizemos outro trecho do Caminho de Santiago, chegando em Burgos.

No nosso carro...

No nosso carro…

Esse pequeno trecho (uns 132 km) fazia parte da minha história que ” inventei” de fazer outro trecho do Caminho ao ler o livro “O Enigma de Compostela”. Queria conhecer também cidadezinhas como Vilória da Rioja onde tem um alberque de um brasileiro casado com uma italiana… Histórias (ou seriam estórias? risos) à parte, vamos à realidade… 

Nájera

A primeira cidade em que paramos foi Nájera. Parecia que eu estava lendo o livro… Paramos, estacionamos o carro, fomos até o rio e andamos um pouco pela cidadezinha. Depois de algumas fotos com vistas ao rio, fomos caminhar. Paramos num café-bar numa das ruazinhas estreitas e tomamos um vinho. Andamos mais um pouco, pegamos o carro de volta e saímos estrada afora…

Nosso carrinho estacionado em Nájera

Nosso carrinho estacionado em Nájera

P1010965

Nájera

Santo Domingo de La Calzada

A outra cidade que paramos foi Santo Domingo de La Calzada. Estava curiosa em conhecer a cidade por causa de uma lenda (veja na foto abaixo).

A Lenda do Galo e da Galinha

A Lenda do Galo e da Galinha

A lateral da igreja por onde entramos pra ver a galinha...

A lateral da igreja por onde entramos pra ver a galinha…

Andando pela cidade não encontrava a tal galinha e saí perguntado. Disseram que estava na igreja. Fiquei pasma: Uma estátua de galinha na igreja? Fui lá, e tinha que pagar pra entrar, mas não sou muito fã de ter que pagar em igrejas pra entrar. Se for uma visita em locais específicos da igreja, tudo bem. Mas só para entrar e rezar? Eu sempre contribuo, mas não gosto de obrigações. Enfim, pagamos e entramos. Surpresa maior foi ver que a galinha era de verdade. E estava lá “presa” num dos altares. Não sabia se ria ou simplesmente fica atônita! Havia escutado um cocoricó e pensava que era um CD, um música. Imagine minha cara de surpresa ao ver umas galinhas verdadeiras!

Aí estavam as galinhas...

Aí estavam as galinhas…

Aproveitei e comprei uma galinha de brinquedo pro meu neto. Parecia aqueles brinquedos antigos (quero dizer, da minha época, hehehe).

E ainda deu tempo pra uma foto "turística" hehehe!

E ainda deu tempo pra uma foto “turística” hehehe!

Vilória de la Rioja

Finalmente chegamos em Vilória. Eu estava ansiosa pra bater um papo e tomar um café com Acácio e Orietta donos do refúgio (albergue) que me referi antes. Mas mão foi dessa vez. Por um acaso não fortuito eles não estavam lá. havia um bilhete na porta dizendo que tinham ido fazer compras em Santiago. Pena! Deixamos também um bilhete e pegamos de novo a estrada. A cidadezinha é muito pequenina, mas acho que vale a visita!

IMG_5400

IMG_5401

Burgos

Chegamos em Burgos debaixo de chuva. A beleza da catedral é tanta que mesmo chovendo a cena é espetacular. Deixamos nossas coisas no hotel (da rede NH, que por sinal era um charme e super bonito. Um verdadeiro palácio!) e fomos andar pelas ruas mesmo na chuva. 

IMG_5417

A Catedral

P1010969

Chegando na catedral

Procuramos um lugar legal pra petiscar e ficamos mais um pouco pelas ruas do centro. Dormimos em Burgos e no outro dia, depois de um café da manhã super delicioso, fomos de novo pra estrada.

Novamente na estrada…

Dessa vez rumo a Santillana del Mar, um lugar que ficou na minha memória por anos e queria voltar. 

Subimos para a Costa Cantábrica (ficamos dois dias em Santilana) e em seguida voltamos ao Caminho de Santiago do ponto onde começamos em 2009: O Cebreiro. E fomos até Santiago onde assistimos a missa dos peregrinos. De lá à Finisterre (destino final para parte dos peregrinos do caminho de Santiago) e finalizamos nossa viagem em MadridClaro que si.

Depois conto sobre a Cantábria…

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
%d blogueiros gostam disto: