Site com dicas de viagens.

Viagens na Infância

Avalie esta postagem

ac4Memórias de algumas viagens 

Desde pequena que meus pais me levavam para conhecer outros lugares. Talvez por isso eu goste tanto de andar pelo mundo…

Algumas vezes viajávamos todos juntos, os irmãos e primos mais velhos, meus pais e meus tios, cada qual no seu fusca. Às vezes vovô também ia. Vovó ficava cuidando dos meus manos mais novos. Lembro de uma viagem a Paulo Afonso e Salvador passando por outros lugares, como Penedo e Caldas de Cipó. Foi muito legal!
digitalizar0023

Na balsa de Penedo, meu pai e os dois fuscas, o dele e o do meu tio.

Os banhos nas piscinas naturais de Paulo Afonso continuam na minha memória. Me lembro também de uma piscina enorme, de água quente, num hotel em Caldas do Cipó.

O Boi a Cobra em Paulo Afonso - a galera toda, só faltou minha tia que estava batendo a foto (?)

O Boi a Cobra em Paulo Afonso – a galera toda, só faltou minha tia que estava batendo a foto (?)

De Salvador, o que mais recordo é de um candomblé (seria?) que fomos (e eu com um medo danado!). E, de meu irmão fazendo um “pega” com meu primo mais novo, um descendo pelas escadas e outro pelo elevador do hotel. Meu irmão quase cai por uma janela, se embolando pelas escadas… E tem outras histórias engraçadas deles, mas não dá pra contar aqui não (risos)!

Várias vezes, ou algumas, íamos a Recife com um casal amigo de meus pais que tinha uma kombi. Era uma bagunça só, com um monte de criança dentro. A amiga de minha mãe levava ovo cozido pra essa turma lanchar. Imaginem! Íamos também, outra vezes, com meus primos e tios. Em Recife, geralmente, ficávamos no Hotel Nassau no centro da cidade, e, lembro de termos almoçado algumas vezes no restaurante Leite.
Em Recife. Eu , meu mano mais velho e meus dois primos.

Em Recife. Eu , meu mano mais velho e meus dois primos.

Fomos uma vez a Manaus e Belém. Dessa vez, somente eu, meu pai e minha mãe. Antes da viagem, fui com minha mãe comprar um maiô novo pra tomar banho nas cachoeiras e rios de Manaus. 
 
Lembro que compramos um lindo maiô laranja. Daí paramos numa banca de revista, e poucos minutos depois eu me dei conta que estava sem o pacote do meu maiô! Não o encontramos e voltamos pra comprar outro. Não tinha mais laranja, compramos um azul! 
 
Primeira parada: Belém. Minhas malas não chegaram. Lá íamos ficar na casa de um dentista, amigo de meu pai, Adelindo. Dele, é uma famosa frase que meu pai costumava repetir: “engraçado é palhaço, eu sou gracioso”!
Em Belém na casa do amigo de meu pai: Eu,  um filho do casal, minha mãe (atrás de mim), a esposa do amigo de pai e meu pai (de óculos), Adelino seu amigo, e um bebê também filho do casal de Belém.

Em Belém na casa do amigo de meu pai: Eu, um filho do casal, minha mãe (atrás de mim), a esposa do amigo de pai e meu pai (de óculos), Adelino seu amigo, e um bebê também filho do casal de Belém.

Bom, sem malas, minha mãe comprou novas roupas pra mim. Adorei! Lembro de uma saia de quadros, verde… Depois, as malas apareceram…

Em Manaus ficamos na casa de Geraldo, primo de minha mãe. Entre todos os passeios que fizemos por lá, eu curtia mais os banhos de cachoeira e de rios, e um passeio de lancha com direito a ver o encontro dos rios Negro e Solimões.

Manaus. Com primas e meu pai. Eu, sentada na pedra de maiô azul

Manaus. Com primas e meu pai. Eu, sentada na pedra de maiô azul

Nas cachoeiras em Manaus, eu e meu pai (não sei se por trás de mim é minha mãe ou minha tia)

Nas cachoeiras em Manaus, eu e meu pai (não sei se por trás de mim é minha mãe ou minha tia)

Voltando à nossa terrinha Natal e interiores do RN

À Macaíba, terra que minha mãe nasceu, íamos sempre na época das jabuticabas. Era uma festa. Meus irmão e primos, meus avós, meus pais e tios.. E mais um monte de gente da família! A gente comia tanta jabuticaba, com caroço e tudo, que se “empanzinava” como dizia “Dona”. 

Também íamos a Macaíba pras feiras dos sábados. Eu adorava comprar panelinhas e cavalinhos de barro, bonecas de pano, etc. e tal…

Que mais? Ah, as praias e veraneios. Mas sobre isso escrevi em outros posts (como esse aqui)…

Não posso esquecer de uma viagem especial, pois faz mais que uma simples viagem, foi um lugar que morei também na minha infância e curti muito na adolescência: O Rio de Janeiro. Desse lugar especial, escrevi um relato também especial (para ver clique aqui).

No Rio. Brincando com meu mano no Aterro do Flamengo, ainda em construção (ôps!).

No Rio. Brincando com meu mano no Aterro do Flamengo, ainda em construção (ôps!).

São muitas lembranças de viagens na infância, minhas primeiras viagens. Mas, vou ficando por aqui. Tem também as boas viagens feitas com meus pais na adolescência… Mas aí são outras histórias!

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
%d blogueiros gostam disto: