Site com dicas de viagens.

Vigo e Baiona: Um pouco da Espanha…

Avalie esta postagem

No nosso roteiro português demos uma escapulida para a Espanha. Aliás duas, essa para Vigo e Baiona que estava nos planos e outra para Puebla de Sanabria, fora da nossa rota, quando estávamos em Bragança (post aqui).

Ir para Vigo resultou de uma conversa com uma amiga que esteve por lá. Quando estava fazendo o planejamento da viagem saquei que meu aniversário seria num dia em que eu estaria entre Trás-os-Montes e Minho. No meio desse plano minha amiga me dá uma dica: Que tal passar seu niver num hotel legal? E por perto de seu roteiro? Pronto, reserva feita em Pazo Los Escudos.

De Bragança (na região de Trás-os-Montes), essa bolinha branca sem letra à direita, iríamos para Viana do Castelo (C) na região do Minho. No novo plano subimos para a Espanha até Vigo (A) e Baiona (B) antes de ir à Viana.

Aqui vale um parênteses: Eu antes tive dúvidas em rever Santiago de Compostela ou ir até Padrón na Espanha, já que ficavam quase “beirando” a rota que faríamos entre as regiões de Trás-os-Montes e Minho em Portugal. Desisti porque seria muita coisa e já havíamos ido à Santiago algumas vezes (posts do Caminho de Santiago aqui e aqui).

Bom, então voltando à Vigo. Saímos de Bragança depois do café da manhã. Teríamos umas três horas pela frente de estrada. Era dia 02 de junho, véspera de meu niver.

Seguimos direto pois queríamos aproveitar mais o primeiro dia em Vigo.

Em Vigo

Ao ver o hotel já gostamos! Estilo parador, um palácio antigo com belos jardins e a praia logo em frente.

O hotel não ficava no centro, mas a ideia era essa mesmo. Queríamos estar na praia. A pé poderíamos ir até Bouzas um bairro legal de Vigo, com vida própria. Para chegar ao centro de Vigo, íamos de carro.

Bom, para meu desprazer estava nublado e um pouco frio (e eu pensando em tomar banho de mar). Mas, isso era um detalhe e fomos curtir a vida por lá!

Resolvemos ir logo para o centro de Vigo. Estacionamos o carro e caminhamos um pouco. Como já havia dito, Vigo é uma cidade grande, então nos detemos ao centro histórico. Paramos num café-bar, tomamos uma “copa” e seguimos pelas ruas até chegar no porto. Ficamos um pouco a ver o mar, os barcos, a praça…

Depois resolvemos parar num dos restaurantes (La Casineta) que vimos pelo caminho e achamos legal. Comemos o tradicional prato de angulas (não gostei muito, achei meio “eca”) e pimientos de padrón.

Íamos voltar ao hotel, mas antes resolvemos passar pelo bairro de Bouzas, e estava tão animado que ficamos por lá horas e horas! Realmente Bouzas é o máximo! Cheio de barzinhos, cafés e restôs, lotado de gente animada pelas ruas. Bouzas tem também praia e, pelo que li e vi, são as melhores de Vigo.

Como dica, em Bouzas, vá à Bodega Mondariz.

No dia seguinte, era dia de meu niver. Então resolvi (voltar) ir para Bouzas flanar! Fomos “de bar em bar” e depois…

Claro que voltamos à Bodega Mondariz!

… Voltamos ao nosso hotel mara e, já que estava nublado e frio, e eu não podia ir tomar banho de mar… O que fizemos? fomos tomar banho na piscina do spa do hotel. E depois jantar por lá! Foi ótimo!

Em Vigo, no último dia fomos também a “rua das ostras”. Muito bom!

E, pra completar, no dia em que fomos “simbora” de Vigo, fez sol! Rsrss

E em Baiona

No outro dia pegamos a estrada em direção à Viana do Castelo, voltando para Portugal. Mas, antes passamos o dia em Baiona. Pensem numa cidade charmosa e linda! Da próxima vez ficarei por lá. Vale muito a pena ficar uns dias curtindo Baiona!

A cidadezinha ferve de animação! Muitos bares e restôs à beira mar, e mais uns tantos pelas ruelas adentro. Passear pelo calçadão à beira mar já é muito legal. Depois suba até onde tem um parador com vistas lindas… E curta o charme de Baiona!

Se você tiver que optar, não hesite: Escolha Baiona, se você gosta de cidades pequenas e charmosas e à beira-mar!

Mas, atentem: Tanto Vigo quanto Baiona têm uma gastronomia ímpar quanto a frutos do mar! E, as duas são praticamente vizinhas. A escolha é sua, aliás, não precisa escolher, vá às duas!

Depois dessa delícia de passagem pela Espanha, voltamos à terrinha “mãe” querida: Portugal! Nessa nova etapa, fomo à região do Minho! Muito lindo! Conto já…

 

 

 

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...