Site com dicas de viagens.

Roma: Quem tem boca chega lá…

Avalie esta postagem

Aquela famosa frase, um dito popular de “quem tem boca vai a Roma“, me fez chegar por lá também… Sem querer ser repetitiva com aquelas coisas que falo sobre “quando morei em Madrid…”, mas,  foi nessa época (88,89 por aí) que tive por lá pela primeira vez.

Nesse tempo tive direito a ver o Papa e tudo mais, ainda pensando em outro dito que diz algo como “fazer tal coisa sem fazer outra tal é como ir a Roma e não ver o Papa”…

Bom, meus pais foram também e dessa feita fui sem los niños. Além dos famosos pontos turísticos considerados normais, lá fomos nós (minha mãe não!) às Catacumbas… Meu pai gostava dessas histórias e da História! Ui, que medo!

Voltando ao presente ou a um passado mais recente, estive lá de novo em agosto de 2011. Nem tava nos nossos planos, embora dois de meus irmãos vivessem falando “como é legal Roma”, mas tínhamos outras prioridades.

Ocorre que na nossa viagem que incluía o Orient-Express como a estrela principal, iríamos até Veneza, que seria a última parada do famoso trem. De lá, rumaríamos de volta ao Brasil, apenas com uma conexão em Lisboa. Mas, por obra do destino, a TAP trocou o voo e nesse novo teríamos que parar em Roma por umas dez horas… Pô! Esse tempo todo num aeroporto? Fazendo o quê? Não, não dava! Aí, decidimos passar o dia inteiro em Roma, dormir por lá, e pegar o voo do dia seguinte…

Claro que um dia é pouco demais! Mas, tínhamos compromissos e não podíamos ficar mais tempo por lá. E, pior seria ficar num aeroporto “zanzando”… Bom, pra tirar melhor proveito da situação, pensamos: “Que tal almoçar e jantar alí em Roma?”. Pronto. Chique né?

Perguntei a um de meus irmãos que lá havia morado, qual o melhor ponto pra se ficar com tão pouco tempo… Ele disse que por perto da Piazza Navona… Foi perfeito!

Na Piazza Navona: Igreja de Santa Agnese e a Fonte de Quattro Fiumi.

Consegui um hotel super legal, charmoso e tudo mais, Navona Palace, Recidenze di Charm. Cinco estrelas, mas com preço legal! A localização não poderia ser melhor. A um minuto a pé da Piazza Navona, onde ficam milhares de pessoas, bares e restaurantes, pintores, etc e tal. Uma festa!

Nessa praça tem três fontes: a Quattro Fiumi (no centro), a del Nettuno e a del Moro que fica em frente ao prédio da Embaixada Brasileira (Palazzo Pamphilj).

Também, na mesma rua do hotel, e em seus arredores, era lotado de barzinhos charmosos! Uma alegria só! Ou seja, quem precisa de mais pra se divertir em Roma?

Nos arredores do hotel, ainda cedo… Mais tarde, uma festa!

Sobre esse hotel, tem uma coisa muito pitoresca (?) pra contar: tudo que tá no frigobar é free! Já viram disso? Inclui até bebidas alcoólicas  como vodka e whisky! Bem, nem vou falar que teve alguém se esbaldando…

E mais: O local do café da manhã é lindinho. Um charme, quase “no meio da rua”, uma ruazinha por trás do hotel, estreitinha, um beco quase! Todos os quartos são decorados de forma diferente, mas tudo muito moderno, apesar de mantida a fachada antiga…

Além disso, nessa rua (Via della Pace) e arredores, é muito legal pra ficar andando “a esmo”, e de lá se chega fácil e rápido nos mais variados monumentos e lugares turísticos, e tudo a pé…

Bom, como em agosto faz um calor infernal, decidimos pegar um ônibus de tour pra “dar uma geral” e depois voltar e aproveitar “bem aproveitada” a Piazza Navona e seus arredores. Não sei o que era pior: andar a pé no calor “dos diabos” ou ficar naquele ônibus que parecia que ia “pegar fogo”… Quando Nero incendiou Roma, acho que pegou carona no calor de lá, pra facilitar tudo… Bom, em resumo, à Roma não volto mais naquele caldo!

No tour do ônibus, passando pelo Coliseu…

Mas, a parte disso tudo foi muito bom. Chegamos cedo em Roma, por volta das nove da manhã, e com isso deu pra caminhar um bocado de tempo com um clima ainda um pouco mais ameno (ou menos infernal). Com a fome que estávamos, paramos num dos restaurantes  (Tucci) que constava na nossa lista e comemos uma pizza deliciosa com uma cerveja geladíssima.

Que pizza!

 

Una Birra!

O problema foi entre as doze e quatro da tarde… Depois de umas caminhadas e do tour no ônibus “incendiado pela quentura” do dia, voltamos ao hotel pra um breve descanso. Antes disso, ainda paramos de novo noutra pizzaria (Tre Scalini) na Piazza Navona e lá devoramos outra pizza fantástica com mais cerveja  gelada pra matar o calor que nos matava…

O ônibus do tour passava por diversos pontos importantes, como o Vaticano, o Coliseu, ruas importantes, milhares de fontes, etc. Vale salientar que depois fomos a pé na Fontana di Trevi, jogamos nossas moedas, e pensamos: “Voltaremos”!

A noite, já refeitos e com o calor desaparecido, aproveitamos melhor a Piazza e seus arredores! Jantamos no “4 Fiumi“, outro restaurante da Piazza Navona (de novo!), e ficamos com pena de não termos mais tempo pra frequentar outros tantos bares ou restaurantes simpáticos…

Mesmo assim, ainda entramos em alguns bares ou sentamos em algumas terraças que ficavam no “meio da rua” e tomamos algum drink! Uma delas foi no Caffe della Pace, que recomendo!

Assim de “bar em bar” fomos ficando mais um pouco, só pelo puro prazer de curtir os ares romanos!

Muita gente nos bares…

Roma vale mesmo a pena! Já tá na nossa lista de prioridades dos lugares que temos que voltar! Ciao!

Avalie esta postagem


Engenheira por formação, fez doutorado em Madrid onde começou sua paixão pela Europa. Aprendeu, com seus pais, desde criança a gostar de viajar. Adora viajar e diz que "sem viajar não me reconheço"! Escreve sobre suas viagens pelo mundo afora de forma divertida e leve. Escritora por hobby, além desse blog tem dois livros de viagens publicados.

Comentário para Roma: Quem tem boca chega lá…

  • Oi, Ana. Fiz uma viagem para a Itália e França em 2012 com meu marido e meu filho. Adoramos Roma também e este post me fez lembrar de como fomos felizes aqueles dias. Cada frase sua me remeteu às lembranças maravilhosas da Itália. Parabéns pelo post e Blog maravilhosos. Continue sempre compartilhando suas experiências de viagens conosco.

    Gisele Prosdocimi 15 de abril de 2015 1:50 Responder
    • OBrigada Gisele! 😉

      Ana Célia 20 de abril de 2015 12:52 Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando...
%d blogueiros gostam disto: